Marcelo Castro Alves
Posted on março 06, 2018, 3:12 pm
3 mins

Os EUA estão se tornando um dos melhores lugares do mundo para se esconder dinheiro do coletor de impostos e está se tornando o mais novo paraíso fiscal do mundo.

Os Estados Unidos já ocupam o segundo lugar na lista mundial de sigilo bancário, associado à lavagem de dinheiro, à corrupção e à evasão fiscal, anunciou a Tax Justice Network.

O índice inclui 112 países em todo o mundo. A Suíça mantém a primeira posição do conhecido “índice de sigilo financeiro”, elaborado a cada dois anos pelo TJN, mas os Estados Unidos oferecem serviços financeiros cada vez mais opacos, que favorecem o sigilo.

O Departamento do Tesouro Americano não pode obrigar os bancos dos EUA a revelar informações como saldos das contas e nomes dos beneficiários efetivos. Os Estados Unidos também não adotaram o chamado Padrão de Relatórios Comuns (CRS), um acordo global no qual mais de 100 países fornecerão automaticamente mais informações do que o FATCA requer.

Enquanto o resto do mundo fornece a transparência que os Estados Unidos exigiram, os Estados Unidos estão rapidamente se tornando a nova Suíça.

Desde a crise econômica de 2008, as campanhas para encerrar o sigilo bancário se espalharam, exigindo das empresas a identidade de seus clientes.

Por pressão de Washington, os bancos suíços pagaram bilhões de dólares em multas e forneceram dados sobre milhares de contas pertencentes a americanos tentando evadir impostos.

As instituições financeiras que atendem a elite global, como Rothschild & Co. e Trident Trust Co., transferiram contas de paraísos offshore para Nevada, Wyoming e Dakota do Sul por terem esses estados legislação favorável, isto é, maior confidencialidade e menor burocracia. A Trident tem presença somente em South Dakota, mas outras instituições financeiras estão usando Nevada e Wyoming.

A principal razao refente ao 3 estados mencionados seria a legislacao favoravel de cada estado. A Trident somente tem presenca em South Dakota, mas outros estao usando bastante Nevada e Wyoming.

Estas estruturas sempre existiram. Estão apenas mais em voga hoje. Há um grande vácuo legal que permite anonimato em estruturas nestes estados, assim como Trust Companies destes estados.

Certas estruturas desses estados não servem para conta de não residente nos EUA, mas para um enorme número de outras atividades realmente são as mais indicadas para quem busca eficiência tributária e confidencialidade.

Os EUA são de longe o maior paraíso fiscal ao não residente hoje em dia.

Leave a Reply

  • (not be published)