O ano de 2019 começou com possibilidades excelentes. A propósito, não acredito na crença de que no Brasil “o ano começa depois do carnaval”; os empreendedores aproveitam as férias e o carnaval para alavancar negócios.

Os EUA que no ano de 2018 se apresentaram como uma excelente alternativa fica ainda mais detacada com o novo governo Brasileiro que explicitamente está intensificando as relações comerciais como os EUA. E a recíproca é verdadeira.

Isso aumenta a atratividade e o interesse do empreendedor braisleiro para o  mercado americano cujos números são bem interessantes. O PIB americano ultrapassou a casa do 20 trilhões de dólares em 2018; a título de ilustração, a  Flórida que é um estado bem conhecido pelos brasileiros tem hoje mais de 1 trilhão de PIB.  Isso deve significar muito para o empresário que quer internacionalizar. Em termos comparativos, é 50% do PIB do Brasil em uma área de 60% do estado de São Paulo. Imagine a intensidade das transações.

Uma pesquisa*  mostrou que, 68,8% dos empresários que buscam ampliar suas atividaes no esterior preferem os EUA mesmo quando considerados países da  América Latina como Colômbia e Argentina. Destes, 90% preferem a Florida.

Há outros benefícios na internacionalização além do financeiro direto. Vamos usar mais uma vez a Flórida como exemplo. Além do clima com muita estabilidade o ano todo – o que proporciona mais tempo para vários negócios – o clima fiscal também é estável e atrativos já que há isenção de impostos em várias situações dependendo do  modelo de empresa.  Não há uncidência de imposto de renda corporativo para alguns tipos de sociedade, por exemplo. Isenções existem também para equipamentos e máquinas em casos de expansão dos negócios, para eletricidade em processos produtivos, em despesas com pesquisa e desenvolvimento, enfim, são centenas de situações que podem ter benefícios públicos para incentivar o crescimento do negócio.

Outros benefícios para sua empresa podem ser percebidos:

  • Benefícios do exchange rate – Aumento da receita em moeda estrangeira;
  • Melhoria na economia de escala;
  • Aumento do valor da marca pela presença internacional;
  • Diferenciação frente à concorrentes domésticos;
  • Acesso a fatores de produção mais baratos;
  • Acesso as novas tecnologias;
  • Maior de capacidade de atendimento e resposta à clientes globais;
  • Diminuição de risco pela diversificação
  • Diminui a dependência da sazonalidade;
  • Amplia e melhora o leque de fornecedores;
  • Acúmulo de experiencias empresariais
  • Acesso as novas práticas de gestão internacionais;

Todo este escopo amplia também as opções pessoais trazendo novas experiências familiares e perspectivas para desenvolvimento de todos pricipalmente os que tem filhos em idades escolares até a universidade.

Enfim, internacionalizar é um mundo de oportunidades.

 

* https://www.elogroup.us/blogtest/tag/estados-unidos