Posts by Lineu Vitale

foco américa-e-commerce estados unidos

E-commerce: Natal Sombrio para Shopping Centers

No ano havia uma expectativa sobre a constante queda de movimento nos shopping centers dos Estados Unidos e, por conseguinte, nas grandes lojas de departamento. Pois a previsão se confirmou: neste final de ano essas megaredes não vão ganhar presente de Natal. O americano continua comprando, só que de forma diferente. A dificuldade está em competir com o as vendas online, o e-commerce, cuja expectativa do mercado tornou-se realidade. Quase todas as grandes redes subestimaram a força da Amazon, que caminha para, em dois anos, responder por mais de um terço de todas as vendas, incluindo e-commerce e presencial.

Como foi possível Macy’s e Nordstrom não preverem o óbvio? Demoraram demais para enxergar o que seus clientes já haviam visto há tempos e mudado seu hábito de compras. As lojas de departamento esperavam ter tempo para se reinventar, mas talvez não tenha sobrado oxigênio suficiente nem para a linha de chegada. A Morgan Stanley previu esse apocalipse dos malls há muito tempo e Wall Street se prepara para receber o impacto. Não devemos nos enganar pelo fato da Macy’s estar empregando nesta época de festas como reforço para o final do ano. Enquanto as ações da Amazon subiram 48% neste ano, os papéis da Macy’s tiveram queda na mesma proporção, o que demonstra claramente a mudança de hábito dos consumidores e fuga dos investidores. As ações da Nordstrom estão em queda de 20%.

A Amazon se tornou tão dominante no mercado que é responsável por metade do crescimento do e-commerce, e a previsão é que no quarto trimestre responda por 35% do e-commerce com um todo.

Além disso, após comprar o Whole Foods à vista por 13 bilhões de dólares e estar se preparando para revolucionar o modelo de compras nesse segmento, prepara-se também para lançar sua própria frota de entregas, num modelo semelhante ao FedEx. Mesmo o poderoso Walmart e outros tradicionais líderes de mercado tentam agora acompanhar, ou pelo menos se aproximar, dessa tendência, que não é nova, mas que todos demoraram muito a reagir. O Wallmart abre no seu website espaço aos pequenos “retailers”, bem ao estilo Amazon. Não será fácil se aproximar do líder por que os investidores no momento fogem desse modelo de negócio depois da falência da Toys ‘R’ Us, que viu suas vendas despencarem e seu débito chegar a 5 bilhões de dólares pouco antes da época de maior movimento do ano. A megarede de brinquedos declarou que a maior parte das lojas é rentável, mas que caminhava na direção errada. Não sabemos exatamente a que direção se referem, mas eles têm razão quanto a isso. Entretanto, conforme fontes de Wall Street, a rede terá obrigatoriamente que fechar suas lojas deficitárias, parte do acordo de recuperação judicial.

Ao todo, quase 7 mil lojas já fecharam neste ano, superando os números recorde da crise financeira de 2008. E ainda não chegamos ao fundo do poço.

Read more
ideias foco américa sucesso estados unidos opinião lineu vitale insider

A ideia e o preço da geniosidade

Você entra com a ideia e com o trabalho. Outros sócios entram com o capital. Como calcular a participação de cada um? Ron Hume desenvolveu uma fórmula impulsiva de propriedade que recompensa os empresários com equidade por seus esforços únicos.

Ron Hume construiu a sua fortuna baseado num único princípio: nunca desmereça o “sangue, suor e lágrimas” que fazem parte do crescimento de um negócio. Quando o seu chefe, McGraw-Hill, rejeitou a sua ideia revolucionária para um curso por correspondência chamado “Investimento Bem-Sucedido e Administração do Dinheiro”, Hume partiu para a sua própria empresa. Esta chegou a 50 milhões de dólares em faturamento anual antes de ser vendida.

A fórmula explosiva que criou a “Hume Publishing Inc.” surgiu da associação de uma grande ideia com um plano empresarial ainda melhor, o aporte inicial de poucos investidores esperançosos, um talento fora-de-série e muito trabalho. Entretanto, nada disso teria dado certo sem os esforços empresariais do próprio Hume.

Muitos investidores acreditam que as ideias são “agulhas num palheiro”. Eles supervalorizam o valor dos seus investimentos quando comparado com a contribuição do empresário. Ao negociar com investidores, Hume tenta avaliar racionalmente todo e qualquer passo dado no processo, sem envolver emoção ou ego. Ele desenvolveu a seguinte fórmula para determinar a importância de cada componente de um todo empresarial:

Valor da ideia: de 1 a 5 por cento

Desenvolvimento do plano empresarial: de 5 a 10 por cento

Capital inicial: de 15 a 25 por cento

Exigências únicas: 10 a 15 por cento

Capital de trabalho: de 30 a 60 por cento

Atividade empresarial: de 15 a 30 por cento

Você pode conseguir equidade formando sociedades baseadas nesses valores.

A Ideia

Considere o valor da ideia. Há milhares de grandes ideias, porém somente uma pequena fração consegue formar as bases para um negócio sólido. Se uma ideia de produção é única, ela poderia valer cinco por cento de todos os rendimentos futuros no negócio.

 

O Plano Empresarial

O plano empresarial é semelhante. “Eu invisto centenas de horas em cada plano empresarial,” diz Hume. “Eu consegui atrair capital graças às respostas a todas as questões concebíveis que podem ser levantadas por um investidor ou banqueiro”.

 

O Capital Inicial

Reconheça que o capital inicial traz mais equidade do que o capital de trabalho investido mais tarde, pois os riscos são muito maiores quando se precisa do capital inicial.

 

As Exigências Únicas

As exigências únicas incluem a personalidade do administrador, a necessidade de um talento especial ou bons relacionamentos e credibilidade no lançamento do negócio. Porém este talento pode ser avaliado de acordo com os direitos autorais, mais do que a equidade.

 

O Capital de Trabalho

O dinheiro dos banqueiros é geralmente segurado pelos ativos ou baseado nas projeções de fluxo-de-caixa. O papel do empresário é crítico. Nenhum retorno será obtido sem a sua paixão e direção.

 

FAÇAM AS SUAS APOSTAS

 

Quanto mais ingredientes o empresário puder fornecer ao negócio, maior será o seu sucesso e impulso empresarial. Se você tiver a ideia, desenvolver o plano empresarial e fornecer o talento único e direção empresarial, você poderá negociar 55% ou mais, estabelecendo um valor de 45% para o capital inicial e de trabalho.

O valor futuro pode ser o componente mais poderoso para a promoção do empresário. Muitos jovens empresários desmerecem as suas ideias ou o custo da pesquisa de mercado ou desenvolvimento do projeto inicial. Certamente, o dinheiro é a chave dos impulsos, mas tudo é negociável. Racionando o valor futuro, você pode começar com o seu valor próprio na ordem de 66%, oferecendo 34% aos investidores.

Lyman Wood fundou uma empresa de produtos de jardinagem, a Garden Way Inc., de Charlotte, Vermont, e capitalizou-a em mais de 100 milhões de dólares, antes de vendê-la. Houve um momento em que ela teve de procurar por aporte de capital e recebeu uma oferta insignificante de um investidor. Ela perguntou: “Onde você estava quando a página estava em branco?”

Nunca esqueça que, no começo, a página está em branco, até que alguém apresente um bom projeto, baseado numa boa ideia, antes que alguém faça qualquer investimento.

Read more
tesla elon musk conhecimento foco américa

Conhecimento: A chave do empreendedor de sucesso

Read more
jovem homem de negocios sucesso profissional

A Grande Expectativa: Sucesso Profissional

Read more